Andressa Zumpano

  • Preto Ícone Instagram

Andressa Cruz Zumpano (Brasília) é fotojornalista e documentarista freelance, residente no estado do Distrito Federal, Brasil. Trabalha como jornalista e coordenadora do projeto Articulação de Pastorais do Campo e contribui para o coletivo de comunicação da Comissão Pastoral da Terra. Participa e colabora com missões de investigação de povos e comunidades tradicionais em situação de conflito agrário no Maranhão, estado com um dos maiores indicadores de conflito rural e ameaças de morte no Brasil. Atua em colaboração com a Teia dos Povos e Comunidades Tradicionais do Maranhão, integra o The Everyday Projects e publicou em veículos independentes como Agência Pública, El País Brasil, Claudia, Brasil de Fato, Fundo Brasil de Direitos Humanos e jornais internacionais , como National Geographic e Le Courrier.

RNI-Films-IMG-BD4AA3BE-ACAC-4CA1-8A99-8B

Ingrid Barros

  • Preto Ícone Instagram

Ingrid Barros (Maranhão) é comunicadora independente, atuando na fotografia e no audiovisual, com base em São Luís. Ela trabalha em defesa de povos e comunidades tradicionais e outras questões de direitos humanos, bem como a cultura popular. Tem colaborado com veículos de notícias independentes como Brasil de Fato, El País, Vice Brasil, Dialogo Chino e The Intercept Brasil. Ingrid colabora com o coletivo de comunicação na articulação da Rede dos Povos e Comunidades Tradicionais do Maranhão, e outras entidades vinculadas as populações do campo. Em 2019, recebeu uma bolsa do Pulitzer Center para o Projeto “Maranhão à Venda”.

Isabella Lanave

  • Preto Ícone Instagram

Isabella Santos Lanave (Curitiba) é uma artista visual paranaense, de 26 anos. Em seu trabalho investiga questões relacionadas à saúde mental e suas interseccionalidades, a partir de sua vivência como filha de uma mãe neurodiversa. Atua no mercado jornalístico como fotógrafa e também como diretora de fotografia. No momento, trabalha no desenvolvimento de seu primeiro livro, "Leve A Sério O Que Ela Diz", que está com um financiamento coletivo aberto pelo Catarse. Isabella é formada em Comunicação Social – Jornalismo e está se especializando em Saúde Mental e Psicanálise pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

www.isabellalanave.com 

IMG_9877.JPG

Maria Magdalena Arréllaga

  • Preto Ícone Instagram

Maria Magdalena Arréllaga (Rio de Janeiro) é fotógrafa documental e pesquisadora com base no Rio de Janeiro. O trabalho dela tem como foco questões socioambientais, territoriais e de gênero no Brasil e na América Latina. Maria recentemente concluiu o mestrado em políticas públicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ela é integrante da Women Photograph, Farpa e The Everyday Projects e já colaborou com diversos meios como The New York Times, Washington Post, Bloomberg News e outros. 

www.mariamagda.com

Patrícia Monteiro

  • Preto Ícone Instagram

Patrícia Monteiro (São Paulo) é fotógrafa documental baseada em São Paulo. Com formação em Jornalismo e Ciências Sociais, seu trabalho é focado em questões sociais e principalmente de gênero, contando histórias através de fotos e, mais recentemente, de vídeo documentário. Faz parte do Women Photograph e já teve trabalhos publicados na Bloomberg Bussiness, NPR (EUA), Folha de S. Paulo, Revista Cláudia, El País, Buzzfeed News, The Wall Street Journal, entre outros.

www.patriciapmonteiro.format.com

Shai Andrade

  • Preto Ícone Instagram

Shai Andrade (Bahia) é fotógrafa e artista visuais baseada em Salvador. Estudante e pesquisadora do Bacharelado Interdisciplinar em Artes na Universidade Federal da Bahia, ela documenta e cria a partir da vida, arte e memória negro diaspórica. Teve seu trabalho publicado no El País, Revista Claúdia e Revista Raça. Participou das exposições coletivas Axé Bahia: The Power of Art in Afro-Brazilian Metropolis  no The Fowler Museum (Los Angeles), Circuito de Arte Negra no Centro Cultural Brasil-México (Cidade do México), Kaurís no Goethe Institut (Salvador) e Glasgow International ( Reino Unido).

ww.shaifotografia.com

IMG_2573.jpg

TAYNÁ SATERÉ

  • Preto Ícone Instagram

Tayná Satere (Amazonas) é fotógrafa documental, mãe e indígena do povo Satere Mawe do baixo Amazonas. A documentação de Tayná sobre o movimento indígena começou em 2014, quando ela se mudou para a capital Manaus, onde trabalhou como fotógrafa voluntária para a Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e Entorno (Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e arredores) - COPIME.